quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Diálogos sobre Cultura e Meio Ambiente - SESC Piracicaba.


08.2017 - Meio Ambiente - Dialogos sobr

Quatro encontros que propõem a discussão para recompor, correlacionar e associar as questões ambientais com os paradigmas culturais e, principalmente, desenhar caminhos para ações que contribuam com melhorias ambientais, seja no meio urbano ou rural. 
Mediação de Márcio Sartório, engenheiro florestal, músico e produtor cultural. 

Prof. Dr. Marcos Sorrentino 
Dia 16/8, quarta, 19h.

Luís Perequê 
Dia 23/8, quarta, 19h.

Carlos Rodrigues Brandão 
Dia 30/8, quarta, 19h.

Encerramento
Dia 13/9, quarta, 19h.

Para inscrever-se clique aqui

Na Praça.

Fonte: Página do SESC SP (aqui)

COLEÇÃO OS PENSADORES| 55 LIVROS PARA DOWNLOAD


Resultado de imagem para coleção os pensadores

Dos pré-socráticos aos pós-modernos! Coleção “Os Pensadores" -: 55 livros sobre os pensadores das principais escolas filosóficas em PDF, disponível para download.

A Coleção “Os Pensadores” é uma coleção de livros que reúne as obras dos filósofos ocidentais desde os pré-socráticos aos pós-modernos. O interessante desta coleção é que ela reúne em cada exemplar um pequeno apanhado sobre a biografia do autor em questão e um, dois ou três livros deste mesmo autor, normalmente os títulos mais conhecidos.

Publicada originalmente pela editora Abril Cultural, entre os anos de 1973/1975 era composta de 52 volumes. A edição que indicamos é de 1984 e é composta por 56 títulos, segue abaixo a lista de títulos disponíveis e mais abaixo o link para fazer o download dos livros em PDF:

ARISTÓTELES I | ARISTÓTELES II | BACHELARD | BENJAMIN, HABERMAS, HORKHEIMER E ADORNO  | BERKELEY E HUME | COMTE | CONDILLAC, HEVELTIUS E DEGÉRANDO | DESCARTES | DIDEROT | EPÍCURO, LUCRÉCIO, CÍCERO, SÊNECA E MARCO AURÉLIO | ERASMO E THOMAS MORE | ESPINOSA | FICHTE | GALILEU, BRUNO E CAMPANELLA | HEGEL | HOBBES | JEFFERSON, FEDERALISTAS, PAINE E TOCQUEVILLE | KANT I | KANT II | KIERKEGAARD | LEIBNIZ| LÉVI-STRAUSS | LOCKE | MAQUIAVEL | MARX | MERLEAU PONTY | MONTAINE | MONTESQUIEU | MOORE | NEWTON E LEIBNIZ | NIETZSCHE | PASCAL | PAVLOV E SKINNER| PEIRCE E FREGE | PIAGET | PLATÃO | ROSSEAU | SANTO AGOSTINHO | SANTO ANSELMO ABELARDO | SCHELLING | SCHOPENHAUER | STUART MILL E BENTHAM | TOMÁS DE AQUINO, DANTE, DUNSCOT E OCKHAM | VICO | VOLTAIRE | WITTGENSTEIN

PARA FAZER O DOWNLOAD DOS LIVROS ACIMA – CLIQUE AQUI!

Fonte: Farofa Filosófica (aqui) / Imagem (aqui)

Zoológico inicia projeto de visita guiada


Zoológico inicia projeto de visita guiada

O Zoológico Municipal, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, deu inicio, no último sábado (29), ao projeto de visita guiada que é desenvolvido pela equipe de educação ambiental do zoo. A atividade é voltada para o público em geral.

Nesta primeira edição, os visitantes realizaram uma trilha guiada por todos os recintos onde os animais são abrigados. Foram repassadas informações sobre suas origem, características e tratos. O grupo com cerca de 20 pessoas encerou a visita no Núcleo de Educação Ambiental onde puderam conhecer a exposição de peças biológicas e também uma cobra da espécie “corn snake”.

O projeto de visita guiada passa a integrar a rotina do Zoo. Mais informações podem ser obtidas no zoológico pelo telefone 3442-7418.

Fonte: Prefeitura de Limeira (aqui)

Prefeitura realiza capacitação sobre horta escolar


Prefeitura realiza capacitação sobre horta escolar

A Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, em parceria com a Secretaria de Educação, realizou na última quinta-feira (27), no Parque Cidade, uma capacitação sobre o projeto horta escolar. A formação contou com a presença de 20 coordenadores, funcionários e voluntários de dez escolas municipais. O objetivo é implantar o projeto nestas unidades escolares.

A atividade, ministrada por técnicos das pastas, foi dividida em duas etapas. Na parte teórica, os participantes aprenderam a classificar as hortaliças, planejar a horta escolar e utilizá-la como um material didático para o ensino de diversas matérias. Durante a prática, eles seguiram o passo a passo para a construção de um canteiro e também tiveram informações sobre o planejamento de plantio, preparo do solo, espaçamento de plantio, semeadura, irrigação, rotação de culturas, desbaste e capinas, pragas, doenças e colheita.

Fonte: Prefeitura de Limeira (aqui)

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Sabesp amplia área verde e melhora qualidade da água no Cantareira.



Pensando na qualidade da água desde a sua fonte, a Sabesp mantém iniciativas de conservação ambiental e reflorestamento das matas nos entornos das represas, rios e nascentes. Em 10 anos, a cobertura florestal nas margens das represas do Cantareira aumentou em 40%.

Até agora, a Sabesp já reflorestou 1.189 hectares no entorno das represas do Sistema Cantareira. Isso significa o plantio de 1,6 milhão de árvores nativas em uma área que equivale a 1.655 campos de futebol. A ampliação da cobertura de vegetação nativa colabora com a melhoria na qualidade da água, que passou de boa para ótima.

Com um investimento de R$ 2,5 milhões, a Sabesp plantou recentemente 213 mil mudas de espécies nativas em áreas da represa Cachoeira, que faz parte do Sistema Cantareira. Em setembro deste ano, mais 53 mil mudas serão plantadas.


Esses plantios se somam a uma ação iniciada em 2007, quando a Sabesp firmou parcerias com ONGs e empresas para plantar 1 milhão de árvores no Cantareira. As instituições ultrapassaram a meta inicial do projeto, que alcançou a marca de 1,4 milhão de mudas. O plantio foi realizado nas represas Paiva Castro, Jaguari-Jacareí e Cachoeira. Para garantir o sucesso da restauração florestal, foi necessário realizar durante alguns anos serviços de manutenção, como, por exemplo, construção de cercas, combate a formigas cortadeiras, correção do solo, entre outros.

Com isso, a cobertura vegetal do Sistema Cantareira passou de 44% para 62% nesses últimos 10 anos, contribuindo com a melhoria na qualidade das águas do sistema. De acordo com o Índice de Qualidade das Águas (IQA) da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), na década de 2000, o índice da qualidade da água do Sistema Cantareira estava acima de 70, com a média boa. Já na década de 2010 até 2016, época em que a Sabesp enfrentou a maior seca da história na Grande São Paulo, o índice estava acima de 80, com a média de qualidade ótima. 

Além de dificultar ocupações ilegais no entorno dos mananciais, o plantio impede o carreamento de resíduos sólidos para dentro da represa, reduzindo a poluição da água e colaborando com sua qualidade. A vegetação também reduz a erosão do solo, ajuda a reduzir o risco de enchentes e protege a biodiversidade.


Durante os próximos anos, a companhia prevê o plantio de mais 250 mil, chegando a quase 2 milhões de árvores no Sistema Cantareira, que é o maior sistema produtor da Região Metropolitana de São Paulo e abastece cerca de 7,7 milhões de pessoas. Para acelerar este processo de recuperação, a Sabesp está buscando empresas que queiram fazer novas parcerias. Os interessados podem entrar em contato com a Companhia, que está disponibilizando 880 hectares para restauração ecológica.

Fonte: SABESP (aqui)

Nota do editor: bons números que eu não conhecia. Que bom que o volume de mata ciliar restaurada passou de 44% para 62% no Sistema Cantareira. Todos das Bacias PCJ agradecem.

terça-feira, 18 de julho de 2017

Casarão que foi palco de festas luxuosas na era Sarney vira centro infantil no MA



Carlos Madeiro
Colaboração para o UOL, em Maceió 04/07/2017 - 04h00

Conhecida por sediar festas promovidas pelos governos da família Sarney e seus aliados, a antiga casa de veraneio do Maranhão --uma grande residência oficial à beira mar em São Luís-- passa a ser, a partir desta terça-feira (4), um centro de referência para crianças com microcefalia e problemas neurológicos.

A Casa de Apoio Ninar será inaugurada na praia de São Marcos, em uma área com 6.680,45m². Ela será uma extensão do Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação de Crianças.


Casa passou por obras de acessibilidade e será inaugurada nesta terça (04)
Antes de ser inaugurada, a casa foi reestruturada e passou por obras de acessibilidade e mobilidade para abrigar setores como consultórios, centros de convivência, dormitórios e auditório. Ao todo foram investidos R$ 565 mil.
Espera-se que, na casa, 58 profissionais realizem até 1.263 atendimentos por mês. A despesa mensal, a cargo da Secretaria de Estado da Saúde, será de R$ 192 mil.

Segundo o governo, a casa vai abrigar 15 famílias por semana e cinco profissionais de saúde dos municípios. Entre os profissionais, há especialistas como pediatra, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, enfermeiro e assistente social.

Promessa era vender

A promessa de campanha do governador Flávio Dino (PCdoB) era vender o imóvel. Porém, o governo informou ao UOL que, devido ao cenário de crise econômica, o preço oferecido não foi vantajoso. 

"O imóvel de alto padrão está localizado em umas das áreas mais valorizadas de São Luís. Não houve uma proposta financeira que o governo considerasse adequada", explicou.

Antes da reforma, o espaço foi palco de festas --muitas vezes extremamente luxuosas--, como a de despedida do cargo da ex-governadora Roseana Sarney, em dezembro de 2014.

Após a derrota do seu grupo naquele ano, ela decidiu renunciar ao cargo 22 dias antes do término do mandato. Saiu fazendo uma festa onde cantou, pulou e ofereceu uísque e vinho a convidados.

Naquele mesmo ano, em junho, ela comemorou seu aniversário de 61 anos em uma festa que contou até com apresentações de bois bumbá. 

Nesse domingo (2), o governador fez uma visita ao local e comentou sobre o centro. "Essa é uma obra que tem um significado social e simbólico, pois a casa que antes era para poucos será agora de todos e para todos", disse.

Fonte: UOL (aqui)

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Importância das Macrófitas Aquáticas


Nenhum texto alternativo automático disponível.

 As macrófitas aquáticas desempenham um papel extremamente importante no funcionamento dos ecossistemas em que ocorrem, sendo capazes de estabelecer uma forte ligação entre o sistema aquático e o ambiente terrestre que o circunda.
   Entre os importantes papéis desempenhados pelas macrófitas, podemos citar:

    - O de atuar como produtores primários, isto é, servem como importante fonte de alimento para muitos tipos de peixes e algumas espécies de aves e mamíferos aquáticos (como as capivaras).

   - Atuam como liberadores de nutrientes; absorvendo os nutrientes do sedimento por suas raízes e liberando-os na água, através de sua excreção ou durante sua decomposição.

   - São fornecedoras de muitos habitats e abrigo para peixes recém nascidos e pequenos animais.

   - Proporcionam sombreamento, fundamental para muitas formas de vida sensíveis às altas intensidades de radiação solar.

   - Fornecem materiais de importância econômica para a sociedade, pois podem ser utilizadas como alimento para o homem e para o gado, como fertilizante de solo, como fertilizante de tanques de piscicultura ou abrigo para alevinos, como materia prima para a fabricação de remédios, utensílios domésticos, artesanatos e tijolos para a construção de casas, como recreação e lazer, pois são cultivadas em lagos artificiais como plantas ornamentais, etc.

  Além disso, algumas macrófitas aquáticas são hospedeiras de algas e bactérias fixadoras de nitrogênio.

  Proporcionam local adequado para o desemvolvimento de microorganismos pois suas raízes servem de substrato para a deposição de ovos de diversos amimais e abrigo para o zooplâncton, que constitui a principal alimentação de muitos peixes pequenos.

  Por necessitarem de altas concentrações de nutrientes para seu desenvolvimento, as macrófitas aquáticas são utilizadas com sucesso na recuperação de rios e lagos poluídos, pois suas raízes podem absorver grandes quantidades de substâncias tóxicas, além de formarem uma densa rede capaz de reter as mais finas partículas em suspensão.

  As macrófitas aquáticas estão tão intimamente relacionadas ao funcionamento dos ambientes aquáticos que a preocupação com sua preservação é fundamental para a manutenção da biodiversidade desses ambientes.

  No Brasil, a maioria dos lagos são relativamente rasos, possibilitando a formação de extensas regiões litorâneas, áreas amplamente ocupadas por macrófitas. Essas regiões são consideradas as principais responsáveis pela produtividade biológica dos sistemas aquáticos e são extremamente vulneráveis aos impactos causados pelo homem, como a poluição e a turbidez da água ocasionada pelo material inorgânico proveniente da erosão dos solos e carregados pelas chuvas.

   Neste contexto, o conhecimento sobre a biologia e ecologia das macrófitas aquáticas e a importância de sua preservação são fundamentais para o bom funcionamento dos ecossistemas aquáticos.

Fonte: Texto - UFSCAR (aqui) / Imagem - Facebook (aqui)

Meus Comentários:

Esta é uma área da flora que pouco conhecemos. São especiais e deveriam ser mais protegidas. Infelizmente, áreas úmidas ou rasas são aterradas para gerar mais espaço para a agricultura ou para estradas no meio urbano.

Temos que entender mais os benefícios gerados por essas comunidades aquáticas.