sexta-feira, 26 de março de 2010

Mensagem do CNLB do Regional Sul 1 aos jovens



Apresentamos a seguir a carta do Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB) do Regional Sul 1 aos jovens. O texto foi divulgado após a assembleia regional dos Leigos, nos dias 26 a 28 de fevereiro em Araras (SP), com tema "O jovem leigo e a jovem leiga: caminhos para um outro mundo possivel".


“Bem aventurados os jovens porque sonham,
e correm o risco de verem seus sonhos se tornar realidade!”
Dom Helder Câmara.

Diante dos desafios apresentados pela sociedade e pela própria Igreja aos jovens, o Conselho Nacional de Laicato do Brasil Regional Sul I – CNLB Sul I, se apresenta como parceiro nesse processo.

Contando com a experiência histórica de vida de nossos membros, desde antes da ditadura militar, iniciada pela Ação Católica, atuando na JAC, JEC, JIC, JOC e JUC, também no início da Pastoral da Juventude e outros movimentos articulados para a evangelização da juventude, colocamo-nos como incentivadores de novas lideranças e solidários com a proposta de construção de um outro mundo possível.
Bento XVI afirma que a Igreja sem o rosto jovem é Igreja desfigurada (Discurso do Papa aos Jovens no Pacaembu, 2007). Em uma época na qual nossa juventude é descaracterizada por uma mídia que inventa padrões de consumo e beleza, que vem sendo desacreditada em meio a uma cultura individualista, e tem seus direitos sociais negados na medida em que é vitima do desemprego, exploração comercial, sexual e infantil, entre outras negações nas áreas de educação, cultura e saúde, ela (a juventude) resiste buscando espaço na vida eclesial e tentando resgatar a metodologia do ver-julgar-agir-celebrar.

Ver a realidade juvenil, seus anseios e necessidades; julgar ou iluminar, a partir da palavra de Deus, e agir com diretrizes reais para moldar sua face jovem da Igreja. E em tudo, celebrar a caminhada. Entendemos que os jovens tem muito a dizer a Igreja, assim como a Igreja tem muito a dizer aos jovens. Porém, precisamos do ardor juvenil de forma leiga, engajada e atuante em suas comunidades e na sociedade, como agentes de transformação da realidade social em que vivemos.

Em uma realidade social pós-moderna, consumista e deteriorada por valores distorcidos, é preciso resgatar a objetividade de uma ação não mais individual, mas coletiva, buscando a justiça social de forma mais ampla.

É preciso sair do comodismo e vivenciar o amor por Jesus Cristo através de ações em beneficio de nossa comunidade.
Conclamamos a juventude a fazer parte de uma pastoral orgânica e articulada em defesa da vida em plenitude, para que unamos forças e assim possamos transformar as ações idealizadas em ações possíveis.

O CNLB Sul I se coloca junto à juventude, com mãos sedentas de vontade a levantar junto com eles a suas bandeiras de luta, e se colocar em marcha contra a desigualdade, as injustiças, preconceitos, e contra a violência e o extermínio de nossos jovens. Como Igreja, reafirmamos a opção preferencial pelos jovens, expressa em Puebla e reafirmada em Aparecida, e conclamamos todas as pastorais, movimentos e associações laicais para que de fato assumam concretamente esta opção, pois o encontro com o novo é o encontro com o próprio Jesus, “caminho, verdade e vida”.

Araras – SP, 28 de Fevereiro de 2010.


Luis Antonio Ferreira
CNLB Assis
Presidente

Maria Helena Lambert
CNLB Santos
Vice-Presidente

Alex de Souza Rossi
CNLB Lins
Secretário Geral


Assinam essa carta os 100 leigos presentes na Assembléia.

Fonte: site do Regional Sul 1 da CNBB, clique aqui.

quinta-feira, 25 de março de 2010

Bush limpa mão em Clinton após cumprimentar haitiano.

.


Falta verba para nova rodoviária, diz Ítalo


O secretário de Transportes de Limeira, Ítalo Ponzo Júnior, afirmou, durante entrevista ao Jornal de Limeira, que a prefeitura não tem recursos suficientes para aplicar na construção da nova rodoviária - projeto anunciado pelo governo Félix (PDT) em 10 de agosto de 2006.

Segundo Ponzo, o Executivo está buscando uma parceria com a iniciativa privada para poder viabilizar a construção da rodoviária. "A ideia é repassar a construção em troca da exploração do espaço. A empresa que construir poderá, por exemplo, gerenciar a rodoviária - como a lanchonete, banca de jornal e outros serviços", afirma.
Conforme o secretário, a prefeitura está elaborando um edital para o processo. "A construção deve girar em torno de R$ 8 milhões", prevê Ponzo.

CONCESSÃO

Conforme o JL já divulgou, o projeto continua no papel. Desde que foi anunciado, dois terrenos foram adquiridos pela prefeitura para a construção do novo terminal. O primeiro causou polêmica por ser dentro do Parque Egisto Ragazzo e, por isso, precisou ser substituído por outro às margens da Via Anhanguera - entre a empresa Dohler e a Universidade Paulista (Unip).

Naquela época, o prefeito Silvio Félix já sinalizava que o Executivo não construiria a rodoviária. Ele tinha acabado de apresentar um projeto de lei que autorizava a prefeitura a realizar a concessão do local por um período de 30 anos. De acordo com a proposta, a empresa que vencer a licitação deve ficar com a exploração dos serviços - administração, manutenção, conservação e explorações econômica e comercial -, porém, teria a obrigação de construir o prédio.
Em agosto de 2009, a Assessoria de Comunicações da prefeitura afirmou que a nova rodoviária já tinha o projeto finalizado.

Fonte: Jornal de Limeira

Meus comentários

Eu particularmente sou contra a mudança da rodoviária para às margens da Anhanguera, mas um dia depois de anunciar a megalomaníaca e desenecessária torre, falar que não tem dinheiro é a cereja na ponta do bolo da sacanagem e humilhação que a Prefeitura quer dar a todos os limeirenses... destinar R$ 5 milhões para uma obra absurda e desnecessária tudo bem, e para outras nada... Nessas horas, que vergonha que tenho de ser chamado de limeirense... pelo menos em um ponto eu posso me orgulhar: esse prefeito não recebeu meu voto em nenhuma das duas eleições!!!

quarta-feira, 17 de março de 2010

EU APÓIO...

O grandioso trabalho de alguns de nossos vereadores...

BEBÊS INDEFESOS

A vereadora Nilce Segalla (PTB) apresentou um projeto de lei na Câmara que instituiu em Limeira a Semana de Combate à Sibe. Sabe o que é Sibe? A "Síndrome do Bebê Espancado". E ela justifica a necessidade da proposta mostrando números de violência contra crianças no Brasil e ainda cita: "o bebê não entende a agressão e por isso não se defende. Como não anda, ele não escapa. Como não fala, não denuncia. O bebê é uma vítima peculiar, muito aproveitada pelo criminoso". Essa explicação vem da própria teoria que explica a síndrome, ligada à Medicina Legal.

DIAS DE COMBATE

A parlamentar, que é delegada de polícia e tem contato com casos de violência, apresentou outros projetos preventivos. Um cria o dia de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes (todo 18 de maio), e o outro instituiu o dia de combate ao crack (todo dia 1º de outubro).

SUGESTÕES

Outras leis preventivas também deveriam ser aprovadas, tais como: o dia de combate à corrupção, aos favorecimentos políticos, contra o engavetamento de (necessárias) CPIs, normas que coíbam o abuso e o desperdício contra o dinheiro público e por aí vai.

Fonte: Coluna Vai e Vem do Jornal de Limeira (clique aqui)

Meus comentários:

De longe, a ilustre vereadora é a campeã na proposição de leis utilíssimas que criam plaquinhas em fundos de comércios; dias e semanas para tudo; homenagem a todos e a todas e coisas tão importantes do gênero... ISSO PORQUE NÃO PODEMOS ESQUECER QUE FOI ELA QUEM PROPÔS A LEI QUE EXIGE QUE OS REQUERIMENTOS SEJAM APROVADOS POR TODOS OS VEREADORES ANTES DE QUESTIONAR A PREFEITURA... ALÉM DE NÃO FISCALIZAR, AINDA ATRAPALHA QUEM QUER TRABALHAR...

Que cada limeirense aprenda a votar melhor os seus representantes...

terça-feira, 9 de março de 2010

Aluno da Escola da PJ de Limeira é ordenado sacerdote

Com muito orgulho, a Pastoral da Juventude acompanhou a celebração de ordenação de mais um irmão pejoteiro de caminhada. Padre Élcio Roberto Medeiros foi ordenado sacerdote no dia 07 de março de 2010, em Porto Ferreira, por imposição das mãos de nosso bispo, Dom Vilson Dias de Oliveira.

Padre Élcio foi aluno em 2001 da primeira turma da ESCOLICA – Escola de Líderes, Coordenadores e Assessores da Pastoral da Juventude. Naquela época, ele ainda era uma nova liderança jovem representando sua região pastoral (Norte) e que já guardava em seu coração essa nobilíssima missão que está representada em seu lema: “Sempre amar aqueles que me forem confiados”.

Dezenas de jovens participaram da celebração que contou com pessoas vindas de toda a diocese e também do clero e dos seminaristas de nossa Igreja particular. Com gritos alegres de “PJ aqui, PJ lá ... PJ em qualquer lugar”, os jovens presentes saudaram quando o novo sacerdote fez seus agradecimentos citando os amigos da PJ que sempre o acolheram, acompanharam e ajudaram em sua caminhada de formação sacerdotal.

E também com muita alegria, o grupo de jovens “Jovens Unidos por um Mundo
Melhor” de Porto Ferreira realizou uma linda homenagem mariana ao final da celebração, enquanto toda a comunidade cantava a música Maria, Maria.

Que essa nova fase na vida do padre Élcio seja bendita e maravilhosa na condução
da messe lhe confiada por nosso Senhor Jesus Cristo. Que sua missão seja frutuosa e sempre misericordiosa, acolhendo a opção preferencial pelos jovens e pelos pobres que a PJ defende desde Puebla.

Recordando o Documento de Aparecida, que o nosso novo sacerdote “à imagem do Bom Pastor, seja chamado a ser homem de misericórdia e compaixão, próximo a seu povo e servidor de todos, particularmente dos que sofrem grandes necessidades”. (Doc. AP., 198)

Parabéns Padre Élcio!!!
Tiago Valentim Georgette
Assessor jovem leigo da PJ da Diocese de Limeira

Para refletir...


Quem valoriza ou desvaloriza a vida?

Um causo

Hospitais privados do DF deixam de oferecer pediatria nas emergências, surpreendendo muitos pais e sobrecarregando as demais unidades particulares. Associação médica alega que a especialidade não é rentável... a maioria das consultas pediátricas não requer a realização de exames ou outros procedimentos – uma fonte importante de rendimento para os médicos. As consultas são mais longas e não necessitam de um grande de um grande aparato tecnplógico. Em outras palavras: atender criança é algo que não compensa!

Outro causo

Fome de viver: baiana deixa família e terra natal só para cuidar de menino órfão que é portador de HIV. Eles formam uma dupla que dá lições de cumplicidade e esperança todos os dias. A dupla em questão mora num barraco bem pobre, onde falta quase tudo. A senhora viúva que adotou a criança veio para Brasília porque ali havia mais recursos. Aos seis anos de idade, no colo dela, o menino diz: “Ela é minha mãe linda!” E a mãe adotiva responde: “Ele é minha bênção. É tudo na vida!”

E aí?

Quais são, na sua opinião, sinais de vida e de morte em nossa atual sociedade?
A Campanha da Fraternidade desse ano nos dá vários tapas na cara conforme o texto acima reproduzido. Essa campanha já é bonita por não ter sido apenas católica, mas ecumênica envolvendo cinco Igrejas na sua elaboração e celebração. Igrejas essas que na história sempre brigaram, hoje unem-se naquilo que é único para elas: a evangelização e a “promoção de uma economia a serviço da vida”.

CONIC

Participam da campanha as Igrejas Católica, Luterana, Anglicana, Presbiteriana e Sírian Ortodoxa.

Fonte das Histórias: Correio Braziliense, 14/04/2009 e 16/10/2008 respectivamente, reproduzido no Manual da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2010. Página 203.

segunda-feira, 8 de março de 2010

Na homenagem às ambientalistas, feita pelo Ministério do Meio Ambiente, Marina Silva sequer é citada



No Dia Internacional da Mulher, combinado com o ano eleitoral, não falta quem queira tirar uma casquinha de votos aqui e ali. O PT, por exemplo, vai agir em duas frentes. A primeira é colocar a ministra da Casa civil, Dilma Rousseff, como a estrela das comemorações da data no evento promovido pela Secretaria de Políticas para as Mulheres, na Estação Leopoldina, no Rio de Janeiro. A outra é uma homenagem que o Ministério do Meio Ambiente fará às mulheres que marcaram história no ambientalismo brasileiro.


Quanto à primeira solenidade, a do Rio, já era de se esperar que viesse um evento de peso num grande colégio eleitoral para que a ministra tentasse conquistar o voto feminino. Mas, quanto ao segundo evento, aquele do Ministério do Meio Ambiente, vale uma reflexão. Quando se fala em mulher e defesa do Meio Ambiente, qual é um dos primeiros nomes que vem à sua mente, caro leitor? Na minha, com todo o respeito às demais ambientalistas e sem qualquer conotação eleitoral, é o da senadora Marina Silva, que saiu do PT no passado e se filiou ao PV.

Assim como Dilma, Marina é pré-candidata a presidente da República. Talvez por isso, esteja fora da homenagem e do debate organizado dentro do ministério que ocupou e pelo qual lutou e ajudou a fortalecer. Ela saiu de lá em maio de 2008 justamente por causa de uma trombada com a ministra da Casa Civil, que queria pressa nas obras de infraestrutura e jogava no Ministério do Ambiente a culpa por atrasos de cronograma.

A solenidade do ministério, organizada pela secretária de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental, Samyra Crespo, colocará os holofotes sobre quatro mulheres que vão comandar o debate “A contribuição das mulheres brasileiras ao ambientalismo brasileiro”. Como mediadora, a secretária-executiva do ministério, Izabella Texeira. À mesa, estarão Bertha Becker, Tereza Urban e Isabel Cristina Moura de Carvalho, todas relacionadas com a causa. As homenageadas terão suas biografias resumidas em marcadores de páginas que o ministério lança amanhã. Além da geógrafa Bertha Becker e de Magda Renner, pioneira na defesa do meio ambiente no Brasil, haverá uma homenagem póstuma a irmã Dorothy Stang e a Judith Cortesão.

Na homenagem às ambientalistas, feita pelo Ministério do Meio Ambiente, Marina Silva sequer é citada. É como se o PT quisesse sumir com a biografia daqueles que deixaram seus quadros. Nos bastidores, ela é vista como a “ameaça verde”. A homenagem de hoje, do Ministério, passou inclusive a alguns políticos a impressão de que o objetivo é mesmo levantar outras mulheres e colocar Marina no fundo do palco do ambientalismo nacional.

O PT, entretanto, não terá muito como esconder a sua ex-musa do meio ambiente na terça-feira, quando da entrega do prêmio Bertha Lutz no Senado a mulheres que se destacaram na defesa da igualdade de gênero. A ministra Dilma deve ser chamada para compor a Mesa Diretora da sessão, como foi em 2008. No ano passado, ela não estava no evento. A dúvida entre os políticos ontem era se a senadora Marina terá o mesmo tratamento de ser convidada a participar da mesa, já que as duas são pré-candidatas e merecem tratamento igual. Afinal, se o objetivo é igualdade de gênero, seria incoerente discriminar uma das duas mulheres que hoje lutam pelo mesmo cargo. [...]

Fonte: Movimento Marina Silva


Meus comentários

Acompanhando a política desde o ano passado mais de perto notei que de fato, as aparências estão acima da virtude para muitos e o ciúmes está acima do desejo comum de construir um mundo melhor...
Pela nossa história política, isso fica acima devido ao fato que por mais que nos organizamos em partidos, as personalidades ficam sempre em evidência, pois vocês vota em Fulano ou Ciclana...
De fato, esses acontecimentos acontecem e ultrapassam bons trabalhos... veja como os egoístas ganham comparados àqueles que trabalham de modo abnegado. A população não vota nessas formas de atuar e sim aquele que gastam bons recursos em imagem própria como cartazes, marqueteiros e culto personalista.

terça-feira, 2 de março de 2010

Um verdadeiro exemplo de brasileiro.

Comecei a admirar o senhor José Mindlin desde quando estava na graduação na USP. Foi com tristeza que recebi a notpicia sobre sua morte. Nunca o conheci pessoalmente, mas sim por inúmeras reportagens e documentários que assisti.
O exemplo desse homem e de sua esposa é memorável.
Em época que vemos inúmeros casos de corrupção, em um país constantemente sangrado pelo patrimonialismo de ignorantes políticos que querem trazer para dentro de caso o que for público, esse homem nos dá esse grande exemplo, onde passou sua vida arrecadando tesouros para deixá-las não aos seus filhos, mas a todos os filhos desta terra.
Como uspiano e defensor da leitura, me sinto eternamente admirado e agradecido por esse exemplo de pessoa. O Brasil não perdeu apenas um filho, mas perdeu o filho!!!


Segue um filme sobre o José Mindlin.



video

Mais sobre tal gesto pode ser encontrado no site da Biblioteca Basiliana que foi construída para abrigar a coleção de mais de 40 mil livros raros que o sr. Mindlin doou para a USP.

"Não sou proprietário desses livros, mas um depositário. Nossa vida passa, mas os livros ficam!"

Essa frase deve ser refletida por anos e anos para todas as pessoas que queiram ser mais do que simples transeuntes nessa vida.

Cheguei!!!

Quem me conhece sabe que não gosto nem um pouco do Serra. Tenho restrições a alguns tucanos, mas o Serra é asco mesmo...

Segue uma charge que pelo menos me deixa feliz: o Serra está perdendo a dianteira.


Fonte: Blog do Josias.